segunda-feira, 21 de julho de 2014

5 lições que a vida ensina e nós não aprendemos...

10:52 0 Comentários

Aprender não é compreender com o cérebro, e sim sentir com o coração. Ainda bem que a vida não é uma corrida, e por isso sempre é tempo de aprender.


1- Não existe passado nem futuro
A contagem do tempo é uma criação do homem para se organizar e projetar uma perspectiva de vida. Entretanto, os conceitos de passado e futuro são como o vento, pois estão baseados somente em lembrança e imaginação. Ou seja, só existem na mente. Só o que existe de verdade é esse momento, esse segundo agora. Devemos sim aprender com o passado e em certa instância planejar o futuro, mas não viver em função deles. Então, ao invés de viver com base em medos, expectativas e desejos, viva de acordo com o que está acontecendo aqui e agora, pois isso é a eternidade. Você é nesse momento o que será para sempre.

2- Todas as religiões estão corretas (não ter religião também)
É ilusão pensar que somente o seu modo de pensar é o correto, ainda mais em se tratando de algo tão complexo quanto a espiritualidade. Uma religião é apenas uma forma de falar sobre o supremo, de modo que uma determinada população em um determinado lugar e período de tempo possa compreender. Existem muitas formas de falar sobre isso, e sim, todas estão corretas, simplesmente pelo fato de que as palavras são limitadas demais para falar sobre isso de uma forma completa e compreensível por todos. O jeito então é utilizar símbolos que nem sempre devem ser levados ao pé da letra. Se você não consegue compreender uma religião, não invalide todas. Da mesma forma, se você se sente acolhido por uma, não desmereça as outras. As pessoas têm o direito de pensar diferente e mesmo assim estarem certas.

3- Somos todos iguais
Embora todos temos uma personalidade e um ego que são individuais, em última instância somos todos iguais. Por estarmos vivendo uma experiência individual em um corpo limitado, temos a ilusão de que somos diferentes dos outros, mas todos temos os mesmos desejos. Tudo o que queremos é ser amados e aceitos. Queremos uma vida confortável e feliz. Temos medo de falhar, de sermos julgados, mal interpretados. Temos medo de que os outros não nos apreciem ou nos queiram. Queremos pertencer a algo maior que nós, mas sem perder nossa individualidade. Não se engane: nossos medos e anseios individuais podem parecer diferentes, mas em essência todos nós buscamos as mesmas coisas.

4- Nada lhe pertence
Você não possui nada. Tudo lhe foi apenas emprestado, até mesmo o seu corpo. Você não escolheu sua forma, muito menos tem controle sobre seu decaimento que acontecerá naturalmente com o tempo. A morte é inevitável. Então se nem isso é seu, o que mais é? Dinheiro? Casa? Carro? Quando você se for, tudo isso vai passar a “pertencer” a outra pessoa. Tudo o que está no mundo é somente do mundo. Tudo o que é material é gerado aqui e fica aqui.

5- O amor é a única coisa que importa
O que você é nesse momento é o que você é para sempre, pois o agora é tudo o que existe. Então o que é que importa de verdade? O que é que todos nós queremos? Ser amados. E só existe uma maneira de ser amado, que é amando. O amor é a substância mais abstrata e mais concreta que existe, pois é o que nos une a todos. Por isso, o amor pode ser acessado e manifestado por todos ilimitadamente. Gentileza, bondade, compaixão, perdão. São todos manifestações concretas do amor. Somos todos iguais e merecedores delas. Aqueles que não manifestam amor estão em erro, mas quem aqui nunca errou? Todos merecem ser perdoados. Todos podem mudar agora se quiserem, inclusive você. Lambre-se: você será para sempre o que escolhe ser agora. Então purifique seu corpo, sua respiração e seus pensamentos. Escolha ser a mais pura manifestação do amor. E seja eternamente feliz.

Conteúdo retirado do Blog Respire  www.respire.blog.br

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Escalda-Pés. Funciona ou não?

13:46 0 Comentários

O hábito de fazer escalda-pés em determinados momentos do ano é um costume milenar em várias tradições e civilizações. Há 6 mil anos atrás já há relatos da prática de lava-pés, que tinha a finalidade de relaxamento e limpeza. Há inclusive uma passagem bíblica que envolve esta prática: No Cenáculo, durante a Ceia Pascal, Jesus como Mestre e Senhor, despoja-se do manto, pega uma bacia e põe-se a lavar os pés dos discípulos. Na tradição judaica, oferecer água para lavar os pés era sinal de hospitalidade e acolhida, um ato geralmente realizado por escravos, empregados ou pessoas que cometiam delitos. Jesus com este gesto reverencia seus convidados e deixa uma mensagem de humildade. Em várias tradições orientais oferecer água para lavar os pés também mostrava um sinal de respeito e acolhimento por parte do anfitrião. Na medicina tradicional chinesa, o escalda-pés é usado amplamente em diversas situações clínicas. O escalda-pés muitas vezes nos foi apresentado por nossas avós, um conhecimento tradicional que está disponível, que é fácil de ser realizado e é efetivo.

A grande indicação – evitar resfriados e gripes!

Talvez uma das mais milagrosas indicações do escalda-pés é naquele momento em que percebemos que estamos iniciando um resfriado ou uma gripe. Isso acontece geralmente quando ficamos muito expostos ao vento, ao frio e à umidade. Todos esses fatores patogênicos sensibilizam nossos receptores na pele facilitando a entrada de vírus e bactérias. O fato é que começamos a sentir uma baixa de energia, cansaço, tosse, espirros, frio em todo corpo, tremores, coriza, dentre outros sintomas. Nesse momento realizar o escalda-pés à noite com um chá quente e logo após ir dormir bem enrolado num cobertor pode ser melhor do que qualquer outra medicação.

Outra importante indicação – deficiência de Yang!

A grande maioria de nós tem deficiência de Yang Qi (energia vital), seja aguda ou cronicamente. Muitos de nós vivemos com nossas extremidades frias, vivemos desanimados, sem energia e ficamos doentes com facilidade. Nossa memória, nossa cognição e nossos insights não acontecem de maneira fácil. Temos noites de sono péssimas, respiramos mal e nos alimentamos mal. O resultado a médio e longo prazo é um esgotamento geral de energia, disposição e calor no corpo. Quando nos percebemos nesse tipo de situação o escalda-pés é uma terapêutica importante a ser realizada, não isoladamente, mas complementar a outros tratamentos.

Mesmo que você não se encontre com todos os sintomas relacionados, fazer escalda-pés jamais será ruim, a menos que a pessoa tenha alguma úlcera na perna, diabetes avançado, neuropatias periféricas, cardiopatia isquêmica, ai sim seria contraindicado. Ao fazê-lo, você estará reparando suas energias e fortalecendo o seu corpo ao fazer escalda-pés uma ou duas vezes por semana.

A técnica

1) Escolha um recipiente alto e largo, que possa acomodar seus pés e que possa conter água até metade de sua perna/canela (não adianta fazer escalda-pés com a água apenas na sola dos pés, o efeito será pequeno);

2) Coloque água morna do chuveiro até ¾ do recipiente;

3) Esquente uma chaleira grande com água;

4) Pegue toalha para secar os pés logo depois de tirá-los da água;

5) Pegue meias e calça de agasalho para se aquecer e não pegar frio logo depois (pegar frio depois pode piorar o quadro de resfriado e gripe, você está exposto, deve se proteger rapidamente);

6) Coloque as pernas na água, vá colocando aos poucos a água da chaleira, mantendo a temperatura elevada (cuidado para não se queimar!);

7) Faça escalda-pés por no mínimo 25 minutos. O ideal é interromper logo que perceba estar suando na testa.

8) Querendo aumentar o efeito do calor, pode se cobrir e colocar uma touca na cabeça.

9) Nos spas são utilizadas várias fragrâncias, chás, sal grosso, perfumes. Isso tudo é secundário, mas deixa um clima agradável para seu tratamento. Você pode criar a vontade no que se refere a essa questão.
Nossa sugestão é que se use o Escalda-Pés LA Florais (Aroma Capim Limão).
Você pode adquirir clicando aqui: http://zip.net/bmnVF9

10) Quando terminar, enxugue rapidamente os pés, coloque meias, calçados e vai direto para a cama com várias cobertas. Se suar durante a noite, troque as roupas para evitar o contato com a umidade.

Você ainda questiona a efetividade do escalda-pés?

Então experimente nos momentos mencionados.

Faça a técnica corretamente.

No outro dia estará com uma nova disposição!