quarta-feira, 11 de março de 2020

Doenças - como evitar que se espalhem?

Basta a temperatura mudar um pouquinho que é natural todos fecharem a casa, escritório, toda e qualquer passagem de ar, deixando tudo mais quentinho.

Até os animais entram nessa preocupação, seja colocando uma coberta mais quente, em um lugar mais reservado e até mesmo indo pra cama do dono.

Essa é uma das simples situações cotidianas, dentre outras mais que vamos se descuidando, deixando de fazer simples atos que evitam doenças.

Para isso, nós da LA Florais selecionamos cuidados fáceis de serem realizados para não somente evitar essas doenças e sim para uma vida mais saudável.

1. Vacine-se e leve os seus para serem vacinados: quem não se vacina corre o risco de pegar doenças graves e, pior, transmiti-las a outras pessoas. Males que já foram comuns - como pólio e varíola - hoje são raros ou foram eliminados no Brasil graças às vacinas. A visita de pessoas a lugares por onde essas enfermidades ainda circulam, no entanto, pode fazer com que alguém não imunizado as traga de volta. Faça sua parte. Fique atento ao calendário nacional de vacinação.

2. Combata os mosquitos: todo mundo já sabe - doenças como dengue, febre amarela e zika são transmitidas por mosquitos. Quando o inseto pica uma pessoa contaminada, fica infectado, tornando-se capaz de passar a doença adiante. Combater os mosquitos, portante, é uma forma eficaz de impedir epidemias. Não mantenha em casa recipientes que acumulam água (como pneus e pratos de plantas), pois é neles que os insetos se reproduzem.

3. Cuide do seu pet: gatos, cachorros e pássaros podem ser transmissores de doenças. Infecções de pele (como micoses), gastrointestinais (como giardíase) e respiratórias (como a psitacose, transmitida por papagaios) são algumas delas. Para reduzir o risco de transmissão, acompanha a saúde do seu pet com um veterinário, use coleiras sempre que forem sair para passear, não deixe fezes de seus animais pelo caminho e mantenha a vacinação deles em dia.

4. Lave as mãos e os alimentos: inúmeras doenças causadas por bactérias, vírus e outros parasitas ocorrem pela ingestão de alimentos e bebidas contaminados com dejetos de pessoas ou animais infectados. Para não se contaminar nem ser um transmissor de doenças, lave bem hortaliças e frutas, evite comer carnes e ovos malpassados e mantenha a comida bem refrigerada depois de pronta. E nunca é demais lembrar - antes de comer e após ir ao banheiro, lave muito bem as mãos.

5. Use camisinha: a prevenção das doenças que podem ser transmitidas sexualmente, como aids, hepatites e sífilis, é feita principalmente pelo uso de preservativos, tanto masculino quanto feminino. Também é importante manter os check-ups em dia, pois, em alguns casos, a pessoa portadora de HIV e sífilis não apresenta sintomas. E atenção - é importantíssimo que indivíduos contaminados também usem camisinha - e, assim, protejam seus parceiros.

6. Está doente? Fique em casa: muitas doenças infectocontagiosas, que vão de gripes a meningites, são transmitidas pelo ar. Ou melhor, pela emissão de gotículas das secreções respiratórias do doente, por meio de tosse, espirros ou saliva, que pode estar em objetos ou ser expelida com o ar quando falamos. Por isso, se estiver doente, evite ambientes fechados (como ônibus, escritórios, cinemas). E não mande seus filhos doentes para a escola, ou o ciclo de transmissão jamais será interrompido.

Simples atos em situações que podem transformar sua vida, não deslize e evite espalhar doenças. Sobretudo ajude ao próximo, mostrando que juntos tudo pode ser ainda mais fácil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário