sexta-feira, 24 de abril de 2020

Mudança, de onde vem a coragem?

13:29 0 Comentários
Grande é a propaganda que se espalha durante todo nosso dia a dia, por vários meios abordando um tema que causa para a maioria das pessoas um certo receio, o qual se destina da falta de informação e mais ainda da falta de coragem.

Quando o assunto é - mudança, a historia fica um pouco diferente, pois é muito mais fácil permanecer no comodismo, seguindo a mesma rotina, vivendo com as mesmas pessoas, escondido no mundinho particular.

E um dos objetivos dos florais em gotas que nós da LA Florais produzidos, é justamente a mudança que só se tornará possível, mediante à vontade e coragem de cada um. Para isso, separamos algumas atitudes que irão auxiliar. São elas:

1. Invista no autoconhecimento: é fundamental dedicar tempo para fazer um mergulho interno e ter mais consciência dos próprios padrões de comportamento e pensamento, crenças limitantes e forma como suas ações impactam as pessoas. Nesse sentido, qualquer atividade que promova uma reflexão ajuda. Vale meditar, fazer terapia, praticar esportes, ter conversas profundas com amigos e ler sobre desenvolvimento pessoal.

2. Fique atento aos seus sentimentos: frustrações e tristezas acontecem para todo mundo. Mas, se a insatisfação é uma constante em seu dia a dia, reflita. Há momentos em que ela se intensifica? É possível evitá-los? Com as respostas, fica mais fácil identificar que área da sua vida pede mudança e do que você precisará para realizá-la.

3. Procure não radicalizar: diante da necessidade de mudança, nossa tendência é pensar de forma polarizada: "Ou isso ou aquilo". Adotar uma postura radical, no entanto, pode resultar em angústia, pois nos obriga a escolher. Fica mais leve pensar em uma transição, e ponderar que você não precisa, necessariamente, escolher entre extremos.

4. Experimente antes de decidir: é normal nos sentirmos inseguros quando temos que mudar. Para ganhar confiança, você pode experimentar situações que o coloquem em contato com a realidade da mudança. Se a ideia é viver em outro país, por exemplo, alimente-se por um semana com o que se come lá, participe de uma comunidade da internet que só usa o idioma local, e assim por diante: isso vai ajudar a evitar idealizações.

5. Amplie seu repertório: mudança não tem fórmula - o que funciona para uma pessoa pode não dar certo para você. Porém, conhecer a experiência de quem já passou por algo semelhante traz aprendizados que serão úteis nos momentos de aperto ou quando faltar inspiração. Converse com as pessoas que tiveram essa vivência, busque livros e relatos na internet, em redes sociais, por exemplo, há grupos sobre diversos tópicos.

6. Aceite suas limitações: mudar é uma jornada cheia de altos e baixos, e, por mais preparado que esteja, você não terá reposta para tudo. Até porque muita coisa acontece à nossa revelia. Ter consciência disso ajuda a aceitar as "curvas da estrada" como parte do caminho e a seguir em frente sem se deixar abater.

7. Se precisar, busque apoio profissional: não fomos ensinados a fechar ciclos, por isso é comum enfrentarmos dificuldades quando nos propomos a fazer mudanças profundas. Você se sente paralisado e sem opções para seguir em frente? A saída pode ser contar com a ajuda de pessoas preparadas para oferecer apoio, como um psicólogo.

Além dessas atitudes que aos poucos vão mostrando os resultados, separamos dois florais em gotas que serão o complemento ideal.

Floral em gotas - Caminho da Autotransformação: traz o fortalecimento do verdadeiro Eu, através da coragem, do otimismo, do reconhecimento de nossas capacidades e verdadeiros potenciais, vencendo choques que paralisam a ação de quem realmente somos.


Floral em gotas - Energia e Vitalidadeé indicado para a restauração da energia vital, uma bateria extra para a exaustão física e mental. Ideal para quando estamos muito exigidos, cansados, estressados, ele atua na capacidade de captar, restaurar e conservar a energia.


Quer saber mais sobre os florais?

Nós da LA Florais estamos à disposição para dar todo o suporte e auxílio necessários. Acesse nosso site: www.laflorais.com.br ou entre em contato através de nosso WhatsApp: (19) 99871-3554.


segunda-feira, 6 de abril de 2020

Redes Sociais - como administrar seu tempo.

08:52 0 Comentários
São as redes socais que nos últimos anos tem se transformado em um fator de existência no mundo em que vivemos, mostrando que praticamente todos utilizam algum tipo de aplicativo ligado a essas redes. Em diversas situações, elas se encontram presentes desde a utilização no trabalho até para se fazer o pedido de comida. Ao mesmo tempo que este modelo de comunicação cresce e facilita a vida de inúmeras pessoas, acaba tomando a maior parte do tempo.

Nós da LA Florais, selecionamos alguns passos para que você consiga ter mais tempo na vida real sem deixar de utilizar este meio que já se tornou uma necessidade.

1. Ter mais tempo livre: você já deve ter notado: navegar nas redes sociais toma uma parte preciosa do dia. Quem nunca se pegou rolando o feed do Facebook sem pensar ou se perdeu no túnel sem fim de stories do Instagram? Um estudo da Universidade de Stanford indicou que o usuário médio do Facebook ganha uma hora diária quando deixa de acessar a rede (um mais assíduo pode ganhar mais que o dobro).

2. Entrar em contato com pessoas reais: as conversas virtuais estão substituindo os encontros de carne e osso. Um estudo realizado em 2012 e em 2018 mostrou um declínio na interação cara a cara entre os jovens. Em 2012, metade dos entrevistados dizia que essa era sua maneira preferida de se comunicar com os amigos. Hoje, apenas 32% afirmam o mesmo, e 35% preferem mensagens de texto.

3. Ficar mais feliz com a vida: segundo estudos, foi constatado que usuários se sentem mais felizes quando deixam as redes sociais. Por quê? Jaron Lanier, autor do livro Dez Argumentos para Você Deletar Agora Suas Redes Sociais, tem uma hipótese: as redes utilizariam nossos sentimentos ruins parar gerar engajamento (você se envolve mais com conteúdos que te irritam ou que te alegram?).

4. Ser dono das suas vontades: as redes sociais têm sido encaradas por muitos estudiosos como um vício: a busca pela popularidade digital estaria moldando tudo o que a gente diz e faz. Nesse sentido, estaríamos perdendo o livre-arbítrio, que é a capacidade de escolher em função da nossa vontade. Sair desse sistema nos faria mais criativos, curiosos e livres.

5. Relacionar-se com quem é diferente: você e uma pessoa próxima podem ter os mesmos amigos e ver timelines bem diferentes. É que a entrega do conteúdo obedece a algumas regras que trabalham para mostrar exatamente o que você quer: assuntos que te interessam, pessoas de quem você gosta, opiniões semelhantes às suas. E isso é ruim: conviver com o diferente aumenta a tolerância e a capacidade de diálogo.


6. Praticar a empatia: empatia é a habilidade de se imaginar no lugar do outro. Essa capacidade, tão importante para a convivência humana, fica reduzida quando se convive em um ambiente onde todos são parecidos. Ao nos relacionarmos com pessoas diferentes de nós, somos estimulados a entender a realidade e as motivações alheias.

7. Buscar notícias na fonte: cerca de 70% dos brasileiros ativos no Facebook se informam pela rede social, segundo estudos. A consequência é o que os especialistas chamam de desinformação: quando há muita informação, mas pouco compromisso com a veracidade. Buscar conteúdo em sites jornalísticos é mais trabalhoso, mas você sairá mais bem informado.

8. Aumentar a autoestima: a vida com aparência de perfeição exibidas nas redes sociais fazem com que os jovens desenvolvam expectativas irreais. Foi o que concluiu uma pesquisa feita em 2015 no Reino Unido. Sete em cada dez analisados disseram que o Instagram faz com que eles se sintam pior em relação à própria imagem.
A LA Florais possui um Floral específico para aumento da Auto Estima, visite o site e conheça.

9. Conter impulsos consumistas: ficar off-line pode te trazer alguma economia. Como sabem muito sobre você, redes como Facebook e Instagram conseguem direcionar anúncios ultracerteiros. Tão efetivos que, nos Estados Unidos, a verba publicitária destinada ao digital deve crescer 19% em 2019, U$ 20 bilhões a mais do que o investido em mídia tradicional.

10. Reduzir a ansiedade: excesso de informações, comportamento compulsivo, menos sono, mais angústia. Se você sente que está ficando refém das redes sociais, faça um teste. Aplicativos como o Forest: Stay Focused (para Android) e o Moment (iOS) incentivam o usuário a deixar o celular de lado por alguns minutos. O detox pode ser libertador.